Alerta sobre suposta venda de vacinas falsas pela internet
Brasil

Alerta sobre suposta venda de vacinas falsas pela internet

Alerta sobre suposta venda de vacinas falsas pela internet

A Anvisa informa que, até o momento, nenhuma vacina contra a Covid-19 foi autorizada para ser comercializada no país

Alerta sobre suposta venda de vacinas falsas pela internet

Até o momento, não há nenhuma vacina contra a Covid-19 registrada ou autorizada para uso emergencial no país. – Foto: Banco de imagens

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) tomou conhecimento, por meio da mídia, da suposta venda pela internet de vacinas contra a Covid-19 falsificadas. De acordo com as notícias divulgadas, o produto falsificado é oferecido em sites e também a partir de mensagens enviadas pelas redes sociais. Alguns desses criminosos prometem, inclusive, entregar o produto depois de registrado no Brasil. A Polícia Civil investiga os casos.

É importante observar que, até o momento, não há nenhuma vacina contra a Covid-19 registrada ou autorizada para uso emergencial no país. Tanto o registro quanto a autorização para uso emergencial de medicamentos (inclusive as vacinas) são de competência da Anvisa. Sem essas autorizações, um medicamento não pode ser comercializado e disponibilizado à população, sob risco para a saúde dos consumidores.

É preciso ressaltar que somente empresas devidamente certificadas pela Anvisa e licenciadas pela autoridade sanitária local poderão, quando for o caso, distribuir, fabricar, importar, transportar e aplicar as vacinas de Covid-19 autorizadas. No caso de vacinas importadas, a norma sanitária prevê que a empresa importadora é responsável pela qualidade, eficácia e segurança dos lotes importados das vacinas. Cada lote importado é submetido a ensaios completos de controle de qualidade pelo fabricante e deve possuir um certificado de liberação, de acordo com as especificações estabelecidas no registro do produto junto à Anvisa.

As vacinas para consumo no Brasil e para exportação também devem ser avaliadas, de acordo com as normas sanitárias, quanto às condições de armazenamento e transporte, de modo que haja liberação de todos os lotes dos produtos pelo Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS).

Brasil

Mais notícias da Categoria Brasil

Governo ultrapassa marca de 26 mil selos Turismo Responsável

Governo ultrapassa marca de 26 mil selos Turismo Responsável

Portal Araxá 18/01/2021
Mais de 197 mil agricultores familiares receberão benefício do Garantia-Safra

Mais de 197 mil agricultores familiares receberão benefício do Garantia-Safra

Portal Araxá 18/01/2021
Governo Federal inicia a distribuição da vacina

Governo Federal inicia a distribuição da vacina

Portal Araxá 18/01/2021
Incentivo à pesquisa sobre a realidade das famílias brasileiras

Incentivo à pesquisa sobre a realidade das famílias brasileiras

Portal Araxá 18/01/2021
Benefícios acima do mínimo têm reajuste de 5,45%

Benefícios acima do mínimo têm reajuste de 5,45%

Portal Araxá 13/01/2021
Apicultores cessionários devem enviar relatório anual de produção até 31 de março

Apicultores cessionários devem enviar relatório anual de produção até 31 de março

Portal Araxá 05/01/2021