PMA – Rota do Desenvolvimento
Atletas que subiram em pódio do Pan-americano confirmam presença para Araxá
Esporte

Atletas que subiram em pódio do Pan-americano confirmam presença para Araxá

Atletas que subiram em pódio do Pan-americano confirmam presença para Araxá

Cerca de 40 atletas de dez países confirmaram participação

Dez países estarão na etapa de Araxá da CIMTB Michelin. Entre eles estão Chile, Argentina, Colômbia, México, Uruguai, França, Portugal, Venezuela e os principais atletas brasileiros já confirmaram presença. O evento acontece entre os dias 25 e 28 de abril no Complexo do Barreiro, em torno do Tauá Grande Hotel. São quase 40 atletas vindos deste países, um recorde para o evento. Dentre os nomes dos competidores, destaque para os atletas da Super Elite, o colombiano Fábio Castañeda e a mexicana Daniela Campuzano. Já na categoria Sub23, o chileno Martin Vidaurre que promete aumentar o nível da competição. Inscreva-se aqui.

Bronze no Pan-americano 2019 no México, o colombiano Fábio Castañeda estreia em Araxá, mas conhece a CIMTB Michelin. No último ano, ele foi vice-campeão na Super Elite com uma diferença de 10 segundos em relação ao brasileiro Henrique Avancini. “Apesar nunca ter ido na etapa de Araxá, eu conheço a organização e também ouvi que é uma etapa com atletas de alto nível. Penso que o mais desafiador são os atletas brasileiros, como Henrique Avancini que evoluiu muito. Meu principal objetivo é somar pontos para UCI para mim e para minha nação. Isso é importante para estarmos em Tokyo 2020”, afirmou o colombiano.

O vice-campeão da categoria Sub23 no Pan-americano de 2019 e Ouro pela categoria Júnior também no Pan em 2018, o chileno Martin Vidaurre, tem história na CIMTB Michelin. Em 2018 subiu no lugar mais alto do pódio em Ouro Preto na categoria Júnior. Em 2015 e 2016, o atleta esteve na CIMTB Michelin em São João del-Rei e conquistou o 1º lugar nas duas ocasiões na categoria Sub-17. “Araxá tem um nível alto de competição. Vão sempre muitos corredores com bom nível. Minha expectativa é ganhar na categoria Sub23 e fazer um bom tempo em comparação com a Super Elite. Nestes quatros dias temos que estar bem preparados e também sermos inteligentes. O mais difícil vai ser planejar a prova pensando nos quatro dias de competição”, disse Martin.

A mexicana Daniela Campuzano volta à Araxá depois de dois anos longe das pista de Dona Beja. Porém, a atleta que foi bronze no Pan-americano este ano conhece bem o circuito mineiro. Vice-campeã da etapa em 2016 e campeã em 2015, Campuzano vai aumentar a disputa na Elite Feminina. “Araxá é uma das competições que eu mais gosto. O lugar e o público me encanta”, afirmou. Daniela comentou também sobre a participação no Pan e os planos para 2019. “Dentre os principais objetivos de 2019 está continuar somando pontos UCI, melhorar meus resultados nas Copas do Mundo e Mundial e representar o México nos Jogos Pan-americanos em Lima”, disse.

O organizador do evento, Rogério Bernardes, afirma que receber atletas de peso fortalece a competição e o mountain bike nacional com o intercâmbio entre os atletas. “É uma satisfação muito grande receber este competidores e uma responsabilidade também. Isso mostra a credibilidade que eles depositam na competição e temos que trabalhar para estar sempre superando estas expectativas. Além disso, tê-los no Brasil é fortalecer o mountain bike nacional que está crescendo cada vez mais no mundo e este intercambio é fundamental para termos os melhores atletas do mundo como referência”, comentou.

Pneus Michelin na Etapa de Araxá

Os pneus MICHELIN destinados ao Cross Country Olímpico (XCO) são o MICHELIN Force XC, MICHELIN Jet XCR e MICHELIN Force AM. Com aros de 26, 27,5 e 29, os pneus possuem tecnologia Gum-X, que oferece maior intensidade com a combinação de três borrachas especiais: tração externa, camada base de composto de corrida e aderência lateral.

O MICHELIN Jet XCR, projetado para competição, foi testado e aprovado pela equipe líder do Mundial de 2016 BH SR SUNTOUR-KMC, que tinha entre os atletas o francês Maxime Marotte, 4º lugar nos Jogos Olímpicos 2016. Com a carcaça Race Shield e com fibras de alta densidade 3×150 TPI, o pneu oferece velocidade tração e aderência.

A linha MICHELIN Force XC, também projetada para competição, promete uma durabilidade maior graças à carcaça de proteção Cross Shield, o que aumenta a força com fibras de alta densidade 3×110 TPI.

Indicado para Trail e All Mountain e com carcaça cruzada de alta densidade, o MICHELIN Force AM e MICHELIN Wild Am possuem carcaça 3×60 TPI com uma camada de reforço de alta densidade para maior aderência e reforço. Oferece máxima aderência para uso competitivo e mais confiança nos passeios.

PI 4726 | Banner Agosto | Pref. Municipal de Araxá
Esporte

Mais notícias da Categoria Esporte

Chácara Dona Adélia e Fazenda Máfia são os finalistas do Ruralão 2019

Chácara Dona Adélia e Fazenda Máfia são os finalistas do Ruralão 2019

Portal Araxá 06/08/2019
1ª Copa Beja de Futebol Araxá é encerrada com grande sucesso

1ª Copa Beja de Futebol Araxá é encerrada com grande sucesso

Portal Araxá 01/08/2019
Estado divulga relatório preliminar de pontuação do ICMS Esportivo

Estado divulga relatório preliminar de pontuação do ICMS Esportivo

Portal Araxá 01/08/2019
Competições dos Jogos Escolares de Minas Gerais movimentam Uberlândia

Competições dos Jogos Escolares de Minas Gerais movimentam Uberlândia

Portal Araxá 01/08/2019
Em noite memorável para o esporte, foi aberta a 1ª Copa Beja de Futebol Araxá

Em noite memorável para o esporte, foi aberta a 1ª Copa Beja de Futebol Araxá

Portal Araxá 26/07/2019
Com grande público, foi dado o pontapé para as semifinais do Ruralão

Com grande público, foi dado o pontapé para as semifinais do Ruralão

Portal Araxá 23/07/2019