A tecnologia como aliada para combater os impactos do coronavírus

O mundo é digital

A tecnologia como aliada para combater os impactos do coronavírus
A tecnologia como aliada para combater os impactos do coronavírus

Analista de Sistemas no UNIARAXÁ, Analista de Mídias Sociais, Desenvolvedor de Sites e Aplicações Web e Empreendedor na Agência Digital WebCódigo. Graduado em Sistemas de Informação e pós-graduado em Banco de dados e Gestão de Projetos. contato@webcodigo.com

Startups, GovTechs e healthtecs apostam em soluções funcionais e relevantes neste cenário de pandemia.

A pandemia do coronavírus no Brasil evidenciou como o planejamento e a prevenção são estratégias quase ausentes para enfrentar a grave crise que vivemos atualmente. Especialistas apontam que a resposta de parte dos estados foi relativamente rápida, mas ainda estamos longe de possuir diretrizes claras e ferramentas eficientes para garantir o combate à doença.

Temos uma tarefa bastante árdua pela frente. Até o fim de semana, o Brasil já registrava quase 2,5 mil mortes e mais de 38,6 mil casos confirmados, de acordo com informações do Ministério da Saúde. Contudo, a falta de precisão das ações de controle e a quantidade insuficiente de testes para quem apresenta os sintomas deixam dúvidas se os casos da doença não estão, na verdade, subnotificados.

Os dados reafirmam a seriedade e urgência do momento que estamos vivendo. Nesse contexto, decisões rápidas e efetivas precisam ser tomadas, e não há tempo a perder. Todas as ações públicas precisam ser absolutamente bem direcionadas e com alto impacto positivo para ajudar a prevenir o número de doentes, reduzir o número de mortes e também evitar o colapso dos serviços públicos, especialmente do sistema de saúde.

A boa notícia é que as tecnologias têm se mostrado como ferramentas poderosas para enfrentar os desafios trazidos pela pandemia. Desde antes da divulgação do primeiro caso do coronavírus no Brasil, em 26 de fevereiro, as organizações trataram de desenvolver novas soluções e políticas para auxiliar as pessoas neste momento. As plataformas de entregas, por exemplo, são essenciais para agilizarem o delivery em todo o País, única forma para manter o varejo funcionando com as portas fechadas durante a quarentena. Sistemas de gestão e organização, por sua vez, estruturaram o home office, ainda que a legislação não seja tão clara nesse sentido.

Mas é o trabalho das startups que tem chamado a atenção e alertado para a importância dessas organizações.

É interessante notar que as alternativas não precisam ser tão elaboradas e complexas, como inteligência artificial, telemedicina ou sistemas complexos de monitoramento e análise. Ideias simples, mas funcionais, também conseguem resultados satisfatórios. É o que mostra a Coreia do Sul, que tem sido exemplar em suas ações para controlar o avanço da doença.

Evidentemente há diversos fatores que explicam o sucesso sul-coreano, mas é inegável que o uso da tecnologia aliado a políticas públicas é um deles. Desde o início do contágio, o governo adotou um QR Code (isso mesmo) para monitorar indivíduos que vieram de regiões de risco. Por meio dele, as pessoas informam periodicamente os sintomas e estados de saúde – e o governo adota as medidas necessárias ao identificar locais e perfis de infectados por meio dos dados fornecidos.

O cenário de crises e incertezas que todos estamos vivendo tem se transformado em uma oportunidade para que as tecnologias propostas pelas GovTechs possam ganhar relevância e trazer o impacto positivo que tanto precisamos. É hora de estarmos atentos a esse potencial e refletindo sobre as possibilidades de aplicação dessas soluções no momento atual – e também para o que ainda virá.

 

O mundo é digital

Analista de Sistemas no UNIARAXÁ, Analista de Mídias Sociais, Desenvolvedor de Sites e Aplicações Web e Empreendedor na Agência Digital WebCódigo. Graduado em Sistemas de Informação e pós-graduado em Banco de dados e Gestão de Projetos. contato@webcodigo.com

Mais postagens da coluna - O mundo é digital

Como anunciar o seu negócio no Google

Como anunciar o seu negócio no Google

Alexsandro Luiz de Assis 03/07/2020
Covid-19: uso maior da internet requer mais cuidado com segurança

Covid-19: uso maior da internet requer mais cuidado com segurança

Alexsandro Luiz de Assis 27/03/2020
Está fazendo home office? Google libera opções de videoconferência gratuitamente

Está fazendo home office? Google libera opções de videoconferência gratuitamente

Alexsandro Luiz de Assis 17/03/2020
BC lança sistema de pagamento instantâneo no Brasil

BC lança sistema de pagamento instantâneo no Brasil

Alexsandro Luiz de Assis 19/02/2020
Como patentear uma invenção?

Como patentear uma invenção?

Alexsandro Luiz de Assis 04/02/2020
Brasil cria centro para indústria 4.0 no Fórum Econômico Mundial

Brasil cria centro para indústria 4.0 no Fórum Econômico Mundial

Alexsandro Luiz de Assis 22/01/2020
Microsoft muda regra do jogo na próxima geração de games

Microsoft muda regra do jogo na próxima geração de games

Alexsandro Luiz de Assis 16/01/2020
Inep migra seis aplicativos para a loja virtual “Governo do Brasil”

Inep migra seis aplicativos para a loja virtual “Governo do Brasil”

Alexsandro Luiz de Assis 27/12/2019
Criador da WWW propõe contrato para “consertar” internet

Criador da WWW propõe contrato para “consertar” internet

Alexsandro Luiz de Assis 27/11/2019
INOVAÇÃO: VOCÊ TEM MEDO DE ARRISCAR?

INOVAÇÃO: VOCÊ TEM MEDO DE ARRISCAR?

Alexsandro Luiz de Assis 21/11/2019
O mundo digital: tendências e vantagens

O mundo digital: tendências e vantagens

Alexsandro Luiz de Assis 05/11/2019
Objetivos Profissionais na era digital

Objetivos Profissionais na era digital

Alexsandro Luiz de Assis 26/10/2017