Passagens aéreas devem ficar mais baratas a partir de setembro
Brasil

Passagens aéreas devem ficar mais baratas a partir de setembro

Passagens aéreas devem ficar mais baratas a partir de setembro

INFRAESTRUTURA

Expectativa é que entrada de companhias estrangeiras contribua para redução dos preços

Passagens aéreas

Foto: Inframerica/Aeroporto de Brasília

As passagens áreas devem ficar mais baratas a partir de setembro, segundo o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitasem café da manhã com jornalistas na última segunda-feira (15). O motivo da redução dos preços é a entrada de companhias aéreas estrangeiras no mercado brasileiro e, consequentemente, novas ofertas de voos.

“A gente já começa a perceber novas empresas vindo para o Brasil, o que significa mais competição. As empresas que já estão operando, percebendo isso, vão começar a adquirir frota. Então a gente vai perceber um aumento no número de aviões sendo disponibilizados e isso também vai ter um reflexo na tarifa provavelmente a partir de setembro”, avaliou o ministro.

Ferrovia Norte-Sul começa a operar na direção Norte

No próximo dia 31, será assinado o contrato para que a Ferrovia Norte-Sul já comece a operar na direção Norte. A previsão é de que, em 18 meses, passe a operar também na direção de Santos. O investimento é de cerca de R$ 3 bilhões em um ano e meio na concessão do trecho entre Porto Nacional (TO) à Estrela D’Oeste (SP).

A Ferrovia Norte-Sul é um dos principais projetos para escoamento da produção agrícola do país. “Vai haver uma mudança grande na questão ferroviária no Brasil. Vamos aumentar a participação na matriz de transporte dos atuais 15% para 30% até 2025”, diz o ministro.

Assim como a previsão para o setor aéreo, as novas ferrovias devem aumentar a competitividade, baixando o custo para o setor. “A gente está falando em reduzir o frete de grãos em 50%. São efeitos bastante importantes na competitividade e no aproveitamento de um potencial hoje inexplorado”, destaca o ministro.

Em 180 dias, governo faz 23 leilões

Nos primeiros 180 dias à frente da pasta, de acordo com o ministro da Infraestrutura, 23 leilões de concessões foram realizados no transporte aéreo, aquaviário e ferroviário. Foram doze aeroportos (seis no Nordeste, quatro no Centro-Oeste e dois no Sudeste) e dez terminais portuários (um no Espirito Santo, três na Paraíba e seis no Pará), além da Ferrovia Norte-Sul. O investimento nos aeroportos é de R$ 3,5 bilhões e nos terminais portuários é de R$ 630 milhões.

O governo continuará o trabalho. Em agosto, devem ser leiloados dois terminais portuários em Santos e um em Paranaguá. Já em setembro, ocorrerá o leilão da rodovia BR 364/365.

“Nós vamos ter o maior surto de investimento em infraestrutura da história, cerca de R$ 208 bilhões em todos os modos de transporte ao longo dos períodos de concessão. Só nas ferrovias serão mais de R$ 25 bilhões em cinco anos. É bastante significativo porque é um setor que estava há muito tempo sem investimento”, destacou o ministro da Infraestrutura.

Fonte: brasil.gov.br

Brasil

Mais notícias da Categoria Brasil

Sequestrador de ônibus no Rio de Janeiro é morto por atiradores de elite

Sequestrador de ônibus no Rio de Janeiro é morto por atiradores de elite

Portal Araxá 20/08/2019
MEC analisa novo modelo de distribuição de recursos para universidades

MEC analisa novo modelo de distribuição de recursos para universidades

Portal Araxá 20/08/2019
No Dia do Ciclista, campanha alerta sobre uso seguro da bicicleta

No Dia do Ciclista, campanha alerta sobre uso seguro da bicicleta

Portal Araxá 19/08/2019
Consulta pública do Future-se é prorrogada até 29 de agosto

Consulta pública do Future-se é prorrogada até 29 de agosto

Portal Araxá 16/08/2019
Profissionalização e ingresso no mercado de trabalho são foco da Secretaria Nacional de Juventude

Profissionalização e ingresso no mercado de trabalho são foco da Secretaria Nacional de Juventude

Portal Araxá 16/08/2019
Brics defende maior cooperação e integração por meio da tecnologia digital

Brics defende maior cooperação e integração por meio da tecnologia digital

Portal Araxá 15/08/2019