ENEM: MEC vai rever correção do primeiro dia de provas
Educação

ENEM: MEC vai rever correção do primeiro dia de provas

ENEM: MEC vai rever correção do primeiro dia de provas

Inicialmente, o ministério havia informado que só havia problemas no 2º dia da avaliação

(foto: Agência Brasil)

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) ampliou a revisão da correção das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para o primeiro dia. No sábado, o ministro Abraham Weintraub admitiu, em entrevista coletiva, que houve “inconsistências” na correção das avaliações do segundo dia.

Segundo o INEP, a ampliação da análise ocorre para “tranquilizar” e “dar segurança” aos candidatos, já que muitos foram às redes sociais relatar que suas notas estavam equivocadas.

O Enem é realizado em dois domingos. No primeiro, os candidatos fazem a redação e as provas de Ciências Humanas e Linguagens. No segundo, os testes de Ciências da Natureza e de Matemática. O MEC manteve a data de abertura das inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) para esta terça-feira, 21. É por esse sistema que os candidatos usam suas notas no Enem para tentar uma vaga em cursos e universidades.

E-mail

O (Inep) vai receber até as 10h desta segunda-feira (20) relatos de estudantes que se sentiram prejudicados com a correção dos gabaritos do Enem 2019. As notificações devem ser enviadas ao órgão pelo e-mail enem2019@inep.gov.br, com nome completo e CPF.

O desempenho no Enem é critério para concorrer no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que oferece 237 mil vagas em universidades federais em todo o País. O período de inscrições foi mantido: vai de terça-feira (21) a sexta-feira (24).

Até a manhã de sábado, 18, o MEC e o Inep não sabiam informar quantas pessoas poderiam ter sido atingidas, mas admitiram o erro em ao menos quatro provas de Viçosa (MG). O governo não descartou que as falhas possam ter ocorrido em outros Estados e afirmou que investiga o caso. Um balanço sobre o número de estudantes atingidos deve ser divulgado no início da noite desta segunda-feira, mas ainda não há um horário divulgado.

De acordo com o Inep, 3,9 milhões de pessoas fizeram as provas nos dias 3 e 10 de novembro. Segundo o ministro da Educação, Abraham Weintraub, o erro atingiu “alguma coisa como 0,1%” dos candidatos que prestaram o exame – o equivalente a 3,9 mil candidatos. Depois, Alexandre Lopes, presidente do Inep, falou que o erro poderia ter afetado “até” 1% – 39 mil pessoas. Ao fim, afirmou que “não chega a 9 mil”.

Além do Sisu, a nota do Enem pode ser usada na seleção de outras universidades, incluindo instituições em Portugal, e também em programas de apoio do governo – como o Prouni, que oferece bolsas de estudo parciais e integrais em universidades particulares, e o Fies, que financia o pagamento de mensalidades.

Educação

Mais notícias da Categoria Educação

Processo Seletivo para o Colégio Sesc Araxá

Processo Seletivo para o Colégio Sesc Araxá

Portal Araxá 07/10/2020
Vídeo explica protocolo sanitário para retorno às aulas

Vídeo explica protocolo sanitário para retorno às aulas

Portal Araxá 06/10/2020
Protocolo orienta retorno das escolas estaduais

Protocolo orienta retorno das escolas estaduais

Portal Araxá 02/10/2020
Saúde divulga protocolo de retomada gradual das atividades presenciais na rede estadual de escolas

Saúde divulga protocolo de retomada gradual das atividades presenciais na rede estadual de escolas

Portal Araxá 01/10/2020
Renovação de matrícula para 2021 na rede estadual será on-line

Renovação de matrícula para 2021 na rede estadual será on-line

Portal Araxá 30/09/2020
Saúde apresenta protocolo sanitário para volta presencial às aulas no estado

Saúde apresenta protocolo sanitário para volta presencial às aulas no estado

Portal Araxá 30/09/2020