Bem Brasil Alimentos – Agosto/2020
Junta Comercial de MG não cobra mais para fechar pequenas empresas
Empresarial

Junta Comercial de MG não cobra mais para fechar pequenas empresas

Junta Comercial de MG não cobra mais para fechar pequenas empresas

Medida deve beneficiar empreendedor para regularizar encerramento das atividades

A Junta Comercial de Minas Gerais (Jucemg), seguindo o objetivo do Governo do Estado de desburocratizar o ambiente de negócios para quem quer trabalhar e gerar emprego e renda, adotou a isenção do preço público para extinção de empresas em Minas. A medida vale para Empresário Individual, Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (Eireli) e Sociedade Limitada. O valor que deixa de ser cobrado varia entre R$ 128,16 e R$ 267,56, dependendo do tipo jurídico da empresa. Vale ressaltar que a isenção não contempla as extinções de Sociedades Anônimas e Cooperativas.

“A Jucemg deixou de cobrar o preço público referente ao arquivamento da extinção, com intuito de reduzir os custos do empreendedor. Seguimos as diretrizes do governo estadual de simplificação e também em atendimento ao exposto na Lei da Liberdade Econômica (Lei nº 13.874/2019)”, explica o vice-presidente da Jucemg, Sauro Henrique de Almeida.

A nova medida visa beneficiar empresas de menor porte que terão, com a gratuidade, um estímulo a mais para regularizarem sua situação em caso de interrupção do negócio. “A isenção vai ajudar aquele empreendedor que está em uma situação complicada, sem lucratividade e quer encerrar as atividades”, avalia a diretora de Registro Empresarial da Jucemg, Lígia Xenes.

Para a diretora, a medida não deve provocar aumento das extinções, uma vez que, desde 2014, a Lei Geral da Micro e Pequena Empresa (nº 123/2006) desobriga esses empreendimentos de apresentarem certidões negativas dos órgãos fiscais para fecharem o negócio – antes, o empresário tinha que regularizar a situação junto ao INSS, à Receita Federal e à Secretaria de Estado de Fazenda (SEF).

Outra isenção prevista na Lei 13.874/2019 e que a Jucemg também implantou é referente à retribuição do Cadastro Nacional de Empresas (CNE). Esta isenção alcança todos os demais pedidos de arquivamento de atos empresariais. As taxas eram de R$ 10 ou de R$ 21, dependendo do tipo de registro.

Para fechar uma empresa registrada na Junta Comercial de Minas Gerais, o interessado deve acessar o site da autarquia e solicitar o registro na aba “Serviços”.

TODOS CONTRA A VIOLÊNCIA INFANTOJUVENIL
Empresarial

Mais notícias da Categoria Empresarial

GDSolar anuncia investimentos de R$ 105 mi em Minas Gerais

GDSolar anuncia investimentos de R$ 105 mi em Minas Gerais

Portal Araxá 16/10/2020
Sebrae Minas lança ferramenta inovadora para quem deseja construir seu Plano de Negócios

Sebrae Minas lança ferramenta inovadora para quem deseja construir seu Plano de Negócios

Portal Araxá 14/10/2020
VLI seleciona trainees pelas histórias

VLI seleciona trainees pelas histórias

Portal Araxá 14/10/2020
VLI conquista prêmio As Melhores da Dinheiro 2020

VLI conquista prêmio As Melhores da Dinheiro 2020

Portal Araxá 08/10/2020
ACIA em parceria com o SEBRAE lançam Plano de Retomada dos Negócios para MEIs, ME e EPP

ACIA em parceria com o SEBRAE lançam Plano de Retomada dos Negócios para MEIs, ME e EPP

Portal Araxá 06/10/2020
Sebrae Minas e Federaminas promovem evento on-line e gratuito para capacitar comerciantes

Sebrae Minas e Federaminas promovem evento on-line e gratuito para capacitar comerciantes

Portal Araxá 02/10/2020