EAD UNIARAXÁ
Serviço de endoscopia e colonoscopia da Santa Casa completa um ano de atividade
Saúde

Serviço de endoscopia e colonoscopia da Santa Casa completa um ano de atividade

Serviço de endoscopia e colonoscopia da Santa Casa completa um ano de atividade

Serviço de endoscopia e colonoscopia da Santa Casa completa um ano de atividade, 100 exames/mês

Administrar hospital filantrópico, sem fins lucrativos, conveniado ao Sistema Único de Saúde não é tarefa para qualquer um. Enquanto em alguns momentos faltam recursos até mesmo para compra de materiais e medicamentos, existem programas governamentais, de verbas específicas, para melhorias e implantação de novos serviços.

Segundo o provedor Sebastião dos Reis Felizardo, o desafio está em saber atuar nas duas pontas, na carência e na bonança. “Ao mesmo tempo em que saímos de chapéu na mão em busca de doações para a subsistência de custeio, uma vez que o que o hospital recebe pela sua produtividade é muito aquém das necessidades, por outro lado, se ficarmos atentos aos programas e apresentarmos os projetos de forma adequada, podemos ser beneficiados com equipamentos e implantar novos serviços”.

Foi o que ocorreu com o serviço de endoscopia e colonoscopia para diagnóstico precoce do câncer, um programa do Governo Federal denominado Pronon (Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica) desenvolvido para incentivar ações e serviços de instituições privadas que atuam no campo da oncologia, conforme lembra Larissa Borges de Resende Neumann, Diretoria-Superintendente. O intuito é ampliar a oferta de serviços e expandir a prestação de serviços médico-assistenciais, apoiar a formação, o treinamento e o aperfeiçoamento de recursos humanos em todos os níveis; e realizar pesquisas clínicas, epidemiológicas, experimentais e sócio antropológicas.

Em 2017 na Santa Casa, na gestão do Provedor Antônio Ribeiro, foi implantado o Centro de Quimioterapia no segundo andar do anexo do hospital. A partir daquela data iniciou-se iniciaram-se atividades para tratamento do câncer, em parceria com o Hospital Hélio Angotti. O antigo provedor lembra que aproveitou o momento para retomar os protocolos para obtenção dos equipamentos de endoscopia e colonoscopia que fazem diagnósticos precoces da doença. “Além da atividade curativa, vimos oportunidade de a Santa casa atuar também na prevenção. Assim foi feito e tivemos êxito. Conseguimos implantar este importante serviço para a população de Araxá e região”.

Capacidade de realização de exames por mês

40 colonoscopia
60 endoscopia
100 anatomopatológico

Valor investido

Os valores obtidos do Pronon foi foram de R$ 1.903.239,10 (que atualizados somam R$ 2.011.949,13). Trata-se de renúncia fiscal da CBMM e do Banco do Brasil. O início da execução operacional foi novembro de 2018.

Entenda como são aplicados os recursos: todas as verbas já chegam especificadas, são depositadas em conta específica, cada uma com sua chancela e desta forma devem ser feitas a prestação de contas. No caso desse projeto foram previstos equipamentos e mobiliários, recursos humanos, material de consumo e despesas administrativas, que junto somam determinado montante. Mas entre os diversos itens de recurso, não é prevista a adaptação da sala onde funcionará o serviço (reforma física: instalação de bancadas, pisos, pintura, instalação de ar condicionado, etc.). Como a Santa Casa não dispõe de recursos em caixa para custear as obras, o cronograma fica parado até que se consigam doações externas. No caso da endoscopia e colonoscopia, quem abraçou a causa foi o engenheiro José Luiz Sayegh, associado da Santa Casa, que com recursos pessoais e obtidos com amigos, conseguiu fazer a instalação e deixar os equipamentos em condição de funcionamento. Sayegh também foi o Responsável Técnico por várias obras realizadas no hospital ao longo de vinte anos. Na última quinta-feira José Luiz Sayegh recebeu reconhecimento da Mesa Provedora em breve ato de descerramento de placa que, merecidamente, batiza com seu nome a sala de exames (foto).

A Santa Casa continua a oferecer os exames gratuitamente até o limite de 100 procedimentos por mês (exceto biópsia). Isso perdurará até novembro de 2020. Após este período, a continuidade dependerá da identificação de nova fonte de recurso para financiar a atividade.

PMA – PI: 4820 – 5864 – MÍDIA BANNER WEB OUTUBRO
Saúde

Mais notícias da Categoria Saúde

Araxá terá um Posto Avançado de Coleta de Sangue

Araxá terá um Posto Avançado de Coleta de Sangue

Portal Araxá 17/10/2019
Prefeitura promove Dia D de Mobilização Nacional Contra Sarampo neste sábado

Prefeitura promove Dia D de Mobilização Nacional Contra Sarampo neste sábado

Portal Araxá 17/10/2019
Prefeitura recebe visita técnica para implantação do Centro de Coleta de Sangue

Prefeitura recebe visita técnica para implantação do Centro de Coleta de Sangue

Portal Araxá 16/10/2019
Semana Municipal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional promove atividades ao ar livre e em unidades de Saúde

Semana Municipal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional promove atividades ao ar livre e em unidades de Saúde

Portal Araxá 11/10/2019
Equipes multidisciplinares para o tratamento contra o câncer de mama são fundamentais

Equipes multidisciplinares para o tratamento contra o câncer de mama são fundamentais

Portal Araxá 11/10/2019
Semana Municipal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional é aberta oficialmente no Legislativo

Semana Municipal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional é aberta oficialmente no Legislativo

Portal Araxá 08/10/2019